Operação de combate à pornografia infantil cumpre mandados no Amapá

Operação de combate à pornografia infantil cumpre mandados no Amapá

A força-tarefa é coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública (MESP) e ocorre desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira, num total de 24 estados, além do Distrito Federal.

A operação, que é coordenada pelo Ministério da Segurança Pública, foi deflagrada em 24 estados e no distrito federal e é considerada a maior ação de combate à pedofilia no país.

As equipes procuram arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes. Em Santa Catarina, a Polícia Civil mobilizou cerca de 160 agentes para cumprir os mandados de busca e apreensão.

A operação foi desencadeada após o monitoramento do fluxo de arquivos contendo pornografia infantil no ambiente virtual, feito pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

More news: Família de Valdívia é feita refém por quatro horas em MT

De acordo com a Polícia Civil, foram meses de investigações e minucioso rastreamento de transferências e compartilhamentos de arquivos com conteúdo de exploração sexual de crianças e adolescentes, a fim de que fossem obtidas as localizações exatas dos alvos. Somente em Minas Gerais, estão sendo cumpridos 68 mandados de busca e apreensão em 32 cidades mineiras.

Seis pessoas já foram presas em Sergipe no decorrer da segunda etapa da Operação Luz da Infância, articulada nacionalmente para apreender conteúdos digitais de cunho pedófilo, e responsabilizar os proprietários desses materiais.

Entre os vídeos e imagens recebidos ou compartilhados pelo suspeito, a polícia identificou um arquivo de uma criança de quatro anos, nua, que seria do convívio social do suspeito. Computadores e celulares foram apreendidos e quem foi pego com material relacionado à pedofilia [VIDEO] armazenado nos aparelhos foi preso em flagrante. Ao todo, 112 pessoas foram presas na ocasião.

Entre os presos, há casos de suspeitos que já haviam sido detidos em operações anteriores -caso de um técnico de enfermagem que já havia sido alvo da operação Peter Pan, realizada pela Polícia Civil de São Paulo no ano passado para combater pornografia infantil. "Essa é a maior operação integrada envolvendo policiais civis de todo Brasil", disse Jungmann. Treze mandados de busca e apreensão em residências e em estabelecimentos comerciais foram expedidos pela Justiça. O caso será encaminhado à Vara da Infância. No Brasil, o Código Penal considera crime qualquer relação sexual ou ato libidinoso entre um adulto e um menor de 14 anos de idade.

Related Articles