Gerdau registra lucro líquido no 1º tri de R$ 451 milhões

Gerdau registra lucro líquido no 1º tri de R$ 451 milhões

Sem ajustes, o lucro líquido consolidado caiu 45,6 por cento na comparação anual para 448 milhões de reais.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 1,470 bilhão de janeiro a março, elevação de 16,4%.

Os custos da operação tiveram recuo de 0,7%, de R$ 2,689 bilhões para R$ 2,669 bilhões.

O lucro foi impactado pelo resultado financeiro negativo de 343 milhões de reais no período, ante resultado financeiro positivo de 54 milhões de reais no mesmo período de 2017. A receita do serviço fixo foi de R$ 205 milhões no primeiro trimestre. Com isso, a margem Ebitda ajustada subiu para 14,3%, ante 10,1% no mesmo período do ano passado.

O conselho de administração da TIM Participações aprovou pagamento de R$ 230 milhões em juros sobre capital próprio referente ao primeiro trimestre e projetou remuneração aos acionistas de até R$ 900 milhões referente a este ano.

Os investimentos da companhia no primeiro trimestre de 2018 somaram R$ 217 milhões. No fim do ano passado esse indicador era de 3 vezes.

More news: Deadpool pede desculpas a David Beckham em novo vídeo promocional

Os resultados mostraram que clientes do pré-pago continuam migrando para o pós-pago, principalmente para planos controle, e portando o número para a TIM. Em um ano, o crescimento no pós foi de 20,5% e, em comparação aos últimos três meses, 3,8%.

Para 2019 a Gerdau possui vencimentos de R$ 839 milhões, para 2020 de R$ 3,172 bilhões, para 2021 de R$ 1,758 bilhão e para 2022 de R$ 149 milhões.

Parte do desempenho da Gerdau no primeiro trimestre foi apoiado também pela área de aços especiais, que tem entre os principais clientes a indústria automotiva.

A receita líquida, por sua vez, chegou em R$ 10,389 bilhões, expansão de 22,8% em relação ao mesmo período de 2017. O Ebitda da unidade, enquanto isso, avançou 63 por cento, para 315 milhões de reais.

A melhora operacional permitiu uma redução na alavancagem da Gerdau, que caiu de 3,5 para 2,7 vezes entre o final do primeiro trimestre de 2017 e março deste ano. No primeiro trimestre, a empresa anunciou vendas de ativos no Brasil e Estados Unidos que somaram 3,165 bilhões de reais, cerca de metade dos 6,3 bilhões em desinvestimentos promovidos pela Gerdau desde 2014.

Related Articles