Chris Brown é processado por auxiliar estupro de mulher durante festa

Chris Brown é processado por auxiliar estupro de mulher durante festa

De acordo com a advogada, a mulher está severamente traumatizada. A vítima afirma que a mulher que ela processa, identificada como Doe X, a forçou a fazer sexo oral em Grissom, agarrando-a com força pelo pescoço. O documento exige um pagamento não especificado por danos compensatórios e punitivos. A moça teve o celular apreendido na entrada e foi coagida a seguir até a casa de Chris Brown para recuperá-lo.

As duas conheceram os processados posteriormente em um estúdio de gravação, onde lhes tiraram os celulares.

Jane queria ir embora, mas Grissom se negou a devolver o celular dela a fim de convencê-la a ir para a casa do rapper, onde a festa continuaria.

Na residência, detalha a ação, Brown compartilhou cocaína, ecstasy e maconha com os convidados. O próprio Brown teria dado uma pílula com um pó branco a cada convidada mulher, instruindo que elas fossem ingeridas.

More news: Celulares 'piratas' começam a ser bloqueados a partir de hoje

A meio da noite, Doe acabou num quarto, onde Brown ordenou que Grissom bloqueasse a porta com um sofá. Allred, que freqüentemente lida com casos de má conduta sexual, chamou-a de "um dos casos mais horríveis de agressão sexual" que ela já havia visto. Mesmo assim, foi forçada a fazer sexo oral em Grissom e na amiga dos músicos dentro do quarto. Depois de um tempo, deixaram que ela saísse para tomar banho.

"A ação alega que, enquanto ela estava na casa de Brown, a autora se tornou vítima de um ataque sexual horrível, descrito em nosso processo", continuou Gloria em sua entrevista coletiva. Apesar de ter recusado, ela foi conduzida a um quarto enquanto esperava por seu telefone de volta.

A mulher relatou a agressão à Polícia, que informou à AFP que "nenhuma investigação está aberta" contra Brown, que, por sua vez, ainda não respondeu às chamadas telefónicas da agência.

Related Articles