Preço da cesta básica cai em 16 Estados em abril

Preço da cesta básica cai em 16 Estados em abril

Recuou foi de R$ 382,47 para R$ 378,40, conforme dados divulgados na manhã desta quarta-feira (9), pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

O preço da cesta básica de alimentos comercializada em Campo Grande obteve queda de 1,06% no mês de abril, apesar do aumento de seis pontos percentuais no preço do leite e 5% no pão francês.

No País, a cesta mais cara foi a do Rio de Janeiro (R$ 440,06), seguida por São Paulo (R$ 434,80), Porto Alegre (R$ 430,29) e Florianópolis (R$ 426,73). As mais baratas foram observadas em Salvador (R$ 325,42) e Recife (R$ 333,11). Em março de 2018, a jornada necessária ficou em 88 horas e 07 minutos. Em abril de 2017, o mínimo necessário era equivalente a R$ 3.899,66, ou 4,16 vezes o salário mínimo nacional daquele ano, correspondente a R$ 937,00.

A Farinha de Trigo (0,00%) foi o único item a não registrar variação, com preço médio do quilo permanecendo na casa dos R$ 2,36.

Já o óleo de soja diminuiu em 15 capitais, entre março e abril.

More news: Marcelo no balneário a festejar com João Sousa — Vídeo

A pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos Custo e variação da cesta básica é feita em 20 capitais.

(5,41%). As quedas ficaram entre 2,07% em Florianópolis e 0,27%, em João Pessoa.

O valor do litro de leite aumentou em 18 cidades, com altas entre 0,71%, em Belém, e 8,12%, em Belo Horizonte. As quedas mais acentuadas ocorreram em Natal (3,84%) e São Paulo (3,12%). Em 12 meses, houve redução de preços em todas as cidades, com taxas entre 21,49%, em Belém, e 2,91%, em Aracaju. Sete produtos apresentaram alta, quatro tiveram queda e um ficou estável no mês analisado. O valor médio do feijão retraiu em média 3,39%, do arroz com 1,75% a menos e da manteiga que caiu 1,43%.

Com redução de 7,29%, o tomate foi o produto que mais influenciou no resultado final.

Related Articles