Bombeiros localizam segundo corpo no prédio que desabou em São Paulo

Bombeiros localizam segundo corpo no prédio que desabou em São Paulo

Os bombeiros encontraram o corpo ontem (4), depois de retirarem quase 10 toneladas de entulho do local onde um prédio desabou no Largo do Paissandu, zona central de São Paulo. "Então, até que se chegue ao término do serviço, trabalhamos com essa possibilidade", completa.

Até o momento, os profissionais seguem em buscas de cinco pessoas que podem estar nos escombros. São uma mulher e seus gêmeos e mais um casal.

Foi confirmado na noite desta sexta-feira (040) que o corpo encontrado em meio aos escombros do prédio que desabou em São Paulo é de Ricardo Galvão Oliveira, de 39 anos.

More news: Iniesta pode ir jogar no Japão em time de Podolski

Os demais desaparecidos são Selma Almeida da Silva; Welder, 9, filho de Selma; Wender, 9, filho de Selma; Eva Barbosa Lima, 42; Walmir Sousa Santos, 47.

Informações preliminares, revelam que ele havia retornado ao imóvel para tentar resgatar algumas pessoas que não conseguiram sair quando o incêndio começou. Elas também poderiam beber água lançada pelos bombeiros para apagar as chamas.

O major citou o caso do World Trade Center nos Estados Unidos em 2001, quando bombeiros encontraram sobreviventes em bolsões de ar. "Não é tão grande, mas existe, sempre existe". A ex-esposa de Francisco Lemos Dantas, afirmou à Polícia que o homem era morador do prédio e que não atendia mais suas ligações desde o acidente. Os comandantes da ação cogitam uma mudança de estratégia já que há previsão de que as diligências se prolonguem por mais 15 dias. "O Corpo de Bombeiros só vai sair do local na hora que atingir o pavimento do último subsolo".

Related Articles