Nestlé compra direitos da Starbucks para vender café

Nestlé compra direitos da Starbucks para vender café

Para a Nestlé, a aquisição é estratégica com intuito de melhorar a participação no mercado dos EUA.

O acordo desta segunda-feira para um negócio com vendas de US$ 2 bilhões reforça a posição da Nestlé como a maior empresa de café do mundo, buscando fortalecer seu lugar no topo de um mercado em rápida mudança.

A expectativa das companhias é que as aprovações regulatórias sejam obtidas até o fim de 2018.

A Starbucks, por sua vez, disse que usará o dinheiro para acelerar as recompras de ações. O acordo, porém, não inclui a transferência de ativos fixos e exclui produtos prontos para beber e/ou vendidos nas lojas da Starbucks. Mas permite que a Nestlé venda café Starbucks em cápsulas individuais - como faz agora com Nespresso e Nescafé - e amplie as vendas de café solúvel da Starbucks, um mercado importante na Ásia. A Starbucks vende atualmente café de dose única em cápsulas Kuerig K-cup. Assim, a Nestlé vai poder comercializar o café, e outros produtos, nos supermercados um pouco por todo o mundo. "Não queremos que o consumidor tenha a percepção de que a Starbucks é parte de uma grande família", disse uma fonte.

More news: God of War bate recordes

As duas empresas trabalharão em conjunto na inovação e estratégias de comunicação. Mark Schneider, da Nestlé, acrescenta que "este acordo histórico é um passo muito significativo" para o negócio de café da marca de Vevey.

Ao mesmo tempo, a multinacional vendeu a unidade de doces nos Estados Unidos para italiana Ferrero por quase 3 bilhões de dólares.

A Nestlé anunciou um acordo com a Strabucks garantindo, por 5,9 mil milhões, os direitos para a comercialização dos produtos da maior cadeia de cafetarias do mundo.

"Nos EUA, o Nescafé é visto como uma marca de baixo custo para pessoas mais velhas e o Nespresso como um produto de nicho".

Related Articles