Aumentos na Função Pública? Centeno foge à questão

Aumentos na Função Pública? Centeno foge à questão

O ministro em questão esteve hoje na Assembleia da República, a requerimento do PSD numa audição conjunta entre a Comissão da Saúde e a Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa para "prestar esclarecimentos sobre os sucessivos bloqueios que degradam a qualidade do Serviço Nacional de Saúde", refere a deputada Sara Madruga Costa.

"A Função Pública tem vindo a ter ao longo de toda a legislatura atenção especial por parte do Governo", começou por responder o ministro, na conferência de imprensa de apresentação do Programa de Estabilidade.

More news: Anitta se retrata após piada sobre pessoas com hanseníase

O Bloco de Esquerda (BE) espera que no Programa de Estabilidade (PE), que vai dar entrada no Parlamento na sexta-feira, o ministro das Finanças, Mário Centeno, recue na intenção de ir além das metas do défice definidas com Bruxelas e que use essa folga para investir em serviços públicos, segundo o jornal "Público" desta quarta-feira. "Em 2018, temos um recuperação muito significativa na Administração Pública e também na área do pessoal". "O governo da república demorou nove meses a criar um grupo de trabalho para o financiamento do novo hospital e neste momento e passados trezes meses o grupo de trabalho apenas reuniu uma única vez e até o representante indicado pelo gabinete do secretário de estado do orçamento já avisou que não vai continuar e está de saída", acrescenta. Como exemplo, referiu a revisão do horário de trabalho, as ações de formação e o descongelamento das carreiras.

"Continuamos, no contexto da negociação colectiva", numa agenda que "vai ser muito preenchida ao longo de 2018 com medidas de valorização e de melhoria das condições laborais".

Related Articles