Trump cancela participação na Cúpula das Américas

Trump cancela participação na Cúpula das Américas

Em comunicado, a Casa Branca justificou a ausência de Trump dizendo que ele continuará nos EUA para supervisionar a reação americana ao suposto ataque químico na Síria, bem como "monitorar desenvolvimentos ao redor do mundo".

O presidente afirmou que tomará "decisões importantes".

O episódio acontece em um momento em que Bashar al Assad quase conseguiu retomar o controle total de Ghouta Oriental, restando apenas poucos focos de resistência.

More news: Saiba como assistir AO VIVO na TV — Inter x Vitória

Toda a gente tem de pagar o preço por isto.

"Se é a Rússia, se é a Síria, se é o Irão, se são todos, vamos descobrir", afirmou. "O presidente tem sido claro sobre como acha que isso (a investigação) foi longe demais". Donald Trump, que, a princípio, informara que iria à Cúpula, já disse que não irá - o que comprova seu distanciamento dos seus vizinhos da América. Os rebeldes que permanecem em Duma acusam a Síria, mas o regime de Damasco e Moscou negam o uso de armas químicas.

O encontro foi também o primeiro de John Bolton, o novo conselheiro de segurança da Casa Branca que foi embaixador nas Nações Unidas de George W. Bush. À saída da reunião com Trump, Bolton respondeu à pergunta sobre como estava a correr o seu primeiro dia com a frase "o que é que pode correr mal?".

Related Articles