Encontro de Donald Trump com Kim Jong-un poderá ocorrer em breve

Encontro de Donald Trump com Kim Jong-un poderá ocorrer em breve

O líder da Coreia do norte, Kim Jong-un, reconheceu publicamente pela primeira vez a perspectiva de um "diálogo" com os Estados Unidos e uma reunião planejada com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, quebrando um silêncio que levantou dúvidas sobre a participação de Pyongyang nas reuniões de alto nível.

A Coreia do Norte anunciou no último domingo (8) que está pronta para discutir a questão da desnuclearização na península coreana.

As últimas semanas foram de muita especulação sobre o encontro, cuja concretização tem sido posta em dúvida.

More news: Moreira vai assumir pasta de Minas e Energia

Em 2017, os testes de armas nucleares e mísseis balísticos realizados pela Coreia do Norte aumentaram as tensões com os Estados Unidos e intensificaram os temores de uma ação militar norte-americana em resposta à ameaça da Coreia do norte de desenvolver uma arma nuclear capaz de chegar aos Estados Unidos. Segundo o secretário de Estado americano, Rex Tillerson, ao menos dois ou três canais são usados entre Coreia do Norte e EUA para comunicações de tempo em tempo. Inicialmente, a Casa Branca disse que esperava que o encontro acontecesse até o fim de maio. Ele se reuniu com autoridades chinesas em meio aos preparativos para a cúpula entre as duas Coreias, em abril, e com o presidente Trump em seguida.

É a primeira vez que a oferta foi feita diretamente a Washington, depois de ter sido transmitida previamente pelo consultor sul-coreano de segurança nacional Chung Eui-yong. A China por sua vez sairia ganhando, livrando a cara e mostrando-se como mediador-chave nas negociações EUA-Coreia do Norte.

Durante a reunião não terão sido acordados quaisquer detalhes do encontro marcado com o presidente norte-americano, Donald Trump, segundo noticia a BBC.

Related Articles