Aumenta número de simpatizantes de Lula no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

Aumenta número de simpatizantes de Lula no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC

Muitos militantes ocupavam as ruas laterais e impediram que o carro em que ele estava saísse do prédio. Apoiadores do petista fizeram vigília no local desde a noite de quinta-feira, após o anúncio do pedido de prisão.

A prisão de Lula foi decretada com base no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), fixado em 2016, que autorizou a execução provisória da pena de condenados pela segunda instância da Justiça. Assim que as TV mostraram imagens da sua prisão, em cidades por todo o Brasil ouviram-se foguetes, palmas e buzinas de comemoração dos seus adversários.

Até o momento, Lula não informou se vai se entregar no prazo determinado pelo juiz Moro, se vai aguardar o cumprimento do mandado de prisão ou se pretende resistir.

Lula criticou o Judiciário brasileiro e disse afirmou: "Quanto mais eles me atacam, mais cresce a minha relação com o povo brasileiro". Acrescentou ainda que duvida que o magistrado, ao deitar-se, consiga dormir com a tranquilidade com que ele dorme, por, reafirmou, ser inocente.

More news: Militância do PT a espera Lula na Polícia Federal de Curitiba

Também durante discurso, a presidente do partido dos trabalhadores, Gleisi Hoffmann convocou os militantes a seguir para Curitiba.

O ex-presidente saiu do veículo e voltou para o prédio. O comboio foi em direção à Superintendência da Polícia Federal, em São Paulo.

Ao lado da ex-presidenta Dilma Rousseff, do embaixador Celso Amorim, do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad e dos pré-candidatos à presidência Guilherme Boulos e Manuela D'Ávila, entre outros, Lula ouviu atentamente as palavras de padres presentes no ato em homenagem a dona Marisa, que faria aniversário neste sábado, demonstrando grande tranquilidade. O ex-presidente foi condenado a 12 anos e um mês de prisão em regime fechado pelo caso do Triplex do Guarujá.

Lula foi duro contra o juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dalagnol, responsável pela força-tarefa da Lava Jato, que, segundo o ex-presidente, teria levado ao País a ideia de que o PT seria uma "organização criminosa" chefiada por ele. Manifestantes chegaram a segurarem o portão móvel para não deixar o ex-presidente sair do local. Todos os direitos reservados. Foi assim que Lula da Silva foi anunciado, antes de pegar no microfone e, com voz rouca, começar a discursar durante cerca de uma hora.

Related Articles