Juíz Sérgio Moro manda Lula apresentar-se na prisão — Brasil

Juíz Sérgio Moro manda Lula apresentar-se na prisão — Brasil

Lula, no entanto, optou por não aceitar a possibilidade de apresentação voluntária.

"Eu vou cumprir o mandado e todos vocês daqui para frente vão virar Lula", referiu Lula da Silva, num discurso perante centenas de apoiantes em São Bernardo do Campo, no Estado de São Paulo, nas imediações do edifício do Sindicato dos Metalúrgicos, em que reafirmou a sua inocência.

O Globo, por seu lado, dá conta de negociações entre a defesa do ex-presidente e as autoridades brasileiras, noticiando que Lula pode ser preso hoje. Lula foi condenado por ter recebido um apartamento de luxo como suborno da construtora OAS em troca de favorecer contratos com a petrolífera estatal Petrobras.

A assessoria do STJ confirmou que ainda não há decisão no habeas corpus impetrado pela defesa de Lula, no qual os advogados pedem uma medida liminar urgente para impedir a prisão do ex-presidente, alegando irregularidades processuais.

Lula da Silva não fala publicamente desde quinta-feira à noite, quando o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela operação Lavo Jato, decretou a sua detenção.

More news: Efeito recurso HC de Lula no STF: Bolsa sobe e dólar recua

"Acredito que foi uma boa escolha ele não se entregar".

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o ex-Presidente do Brasil deverá entregar-se ainda este sábado à justiça.

Os carros do comboio não possuem nenhuma identificação da Polícia Federal. Anteriormente, aquela instância judicial já tinha também negado um 'habeas corpus' preventivo a Lula da Silva, condenado a 12 anos de prisão e um mês por corrupção passiva e branqueamento de capitais.

No despacho em que executou a ordem de prisão do antigo presidente e atual candidato à presidência do Brasil, Sérgio Moro explicou que "em razão da dignidade do cargo ocupado, foi previamente preparada uma sala reservada, espécie de Sala de Estado Maior, na própria Superintência da Polícia Federal, para o início do cumprimento da pena, e na qual o ex-Presidente ficará separado dos demais presos, sem qualquer risco para a integridade moral ou física".

Luiz Inácio Lula da Silva, 72 anos, foi o 35.º Presidente do Brasil (2003-2011).

Related Articles