McGregor se entrega à polícia de NY após ataque — Escândalo no UFC

McGregor se entrega à polícia de NY após ataque — Escândalo no UFC

Conor McGregor, o célebre lutador de MMA, apresentou-se nas autoridades, em Nova Iorque, depois de emitido um mandado de detenção.

Em entrevista à imprensa americana, o presidente do UFC, Dana White, afirmou que o fato foi criminoso. Em comunicado gravado logo depois do ocorrido, o chefão do UFC também informou que McGregor está sendo procurado, não poderá deixar Nova York e pode ser preso a qualquer momento pelas autoridades.

Após a confusão, a Polícia de Nova York emitiu um mandado de prisão a Conor.

Tido como um dos maiores nomes dentro UFC, o campeão de múltiplas categorias peso leve e pena, Conor McGregor chegou no Barclays Center onde acontecia a coletiva com os atletas, ele estava atrás de Khabib Nurmagomedov e Max Holloway para um possível acerto de conta. A informação foi postada pelo próprio atleta numa rede social: "A decisão de me tirar do UFC 223 foi tomada pela Comissão Atlética do estado de Nova York".

More news: Após marcar de bicicleta, Cristiano Ronaldo afirma: "foi o meu melhor gol"

O irlandês, inclusive, teria atacado o ônibus dos lutadores com a intenção de provocar o russo Khabib, que discutiu com seu amigo Artem Lobov no dia anterior ao ato.

Mas McGregor não estava sozinho. O ataque ainda quebrou uma das juntas dos dedos de um dos nossos funcionários e obviamente todos ficaram abalados.

McGregor, que não luta no UFC há quase dois anos, mas segue como campeão peso-leve, ficou irritado porque Khabib se desentendeu com o companheiro de treino do irlandês, Artem Lobov.

Related Articles