Saiba como o Spotify se tornou uma empresa de US$ 26,5 bilhões

Saiba como o Spotify se tornou uma empresa de US$ 26,5 bilhões

Segundo informações do jornal O Globo, o serviço já conquistou 71 milhões de assinantes em mais de 60 países, com um total de mais de 150 milhões de usuários, e tem como meta chegar em 96 milhões até o final do ano.

A empresa desembarcou na New York Stock Exchange (Nyse), em Wall Street, com o preço de US$ 165,9 por ação, acima da expectativa do mercado.

A operação colocaria o valor do Spotify em 19.428 milhões de dólares, ligeiramente abaixo do intervalo entre 20 mil milhões e 25 mil milhões de dólares esperado pelos analistas.

Mas o diretor executivo do Spotify, Daniel Elk, se mostra confiante. Nada acontece em uma linha reta. A reação da China às medidas dos EUA com novas tarifas para aço e alumínio e para produtos chineses, combinadas com as críticas do presidente Donald Trump à Amazon, causaram a queda do mercado de ações nesta segunda-feira. Mesmo com a indústria da música em colapso, os empreendedores lançaram uma plataforma que tentava "imitar" a experiência de baixar música pirata da internet, ao mesmo tempo em que criavam um modelo de negócio legal, com o pagamento de royalties aos artistas.

More news: Temer diz que gestos irresponsáveis desestabilizam o país

Contrariamente à maior parte das operações de ida para a bolsa, o Spotify optou por uma entrada direta em vez de fazer uma oferta pública de venda de ações, não aproveitando a operação para se financiar.

Apesar do valor de mercado elevado atribuído pelos investidores, a Spotify ainda não tem lucros para mostrar. Trata-se de uma das dez maiores aberturas de capital de tecnologia da história, atrás de empresas como Google, Facebook e Alibaba.

- Uma das grandes dúvidas sobre o Spotify é se pode chegar ao próximo nível, como fez a Netflix - afirma Daniel Morgan, gerente da Synovus Trust.

Related Articles