Avião com 66 passageiros cai no Irã

Avião com 66 passageiros cai no Irã

O avião viajava da capital Teerão para a cidade de Yasuj na província de Isfahan, uma distância de 560 Quilómetros quando se despenhou.

O último acidente grave com um avião de linha iraniano aconteceu em 2014, quando 39 pessoas morreram na queda de um Antonov 140 da companhia iraniana Sepahan.

O ATR-72 desapareceu do radar 20 minutos após decolar do aeroporto de Teerã.

Helicópteros foram enviados para a região do acidente, uma vez que o acesso de ambulâncias é "impossível" na área montanhosa.

Anteriormente, os veículos de imprensa oficiais iranianos, citando responsáveis da companhia aérea, informaram que todas as pessoas a bordo tinham morrido. A Aseman registrou outro acidente em 1994, quando um avião caiu perto de Natanz, ao sul de Teerã, e deixou 66 mortos.

More news: Federer se torna o número 1 do mundo mais velho da história

O canal de televisão Al-Jazira, por seu lado, invoca as sanções internacionais impostas ao Irão, para sublinhar que a frota de aviões comerciais de passageiros no Irão foi envelhecendo e deteriorou-se devido ao bloqueio comercial. A queda, seguida de uma explosão, foi confirmada pela Força Aérea Brasileira (FAB) na tarde desta quarta-feira, dia 7 de fevereiro.

A noite, a queda de neve, as chuvas e o vento forte tornam as operações impossíveis nesta altura, de acordo com as informações apresentadas.

A Aseman Airlines indicou não estar em condições de "confirmar a morte de todos os passageiros", mas esse cenário é provável.

Segundo o órgão, a aeronave se chocou com uma montanha no local.

Uma das vítimas da queda do avião no Pará era conhecido como Marinho, piloto e dono da aeronave.

Related Articles