Líder social-democrata desiste de ministério — Alemanha

Líder social-democrata desiste de ministério — Alemanha

O líder social-democrata alemão Martin Schulz confirmou nesta sexta-feira (9) que não irá assumir o cargo de ministro das Relações Exteriores no novo governo de Angela Merkel, conforme havia sido acordado nas negociações para formação da coalizão na Alemanha. "Renuncio a integrar o governo federal e espero, ao mesmo tempo, que isso ponha fim aos debates pessoais dentro do SPD", anunciou Schulz em comunicado. "O debate em torno da minha pessoa ameaça o êxito da votação", explicou Martin Schulz, acrescentando depois: "Fazemos política para as pessoas deste país, o que inclui colocar as minhas ambições pessoais atrás dos interesses do partido". Três quartos dos alemães demonstraram numa sondagem que não concordavam que ele se tornasse ministro.

O novo Governo de Angela Merkel, o quarto, está cheio de ragilidades, com os ataques a partirem de todos os quadrantes sem que tenha sequer começado o mandato.

O pedido de Schulz para integrar a equipa da chanceler terá provocado forte mal-estar no SPD, porque o próprio Schulz jurara que nunca seria ministro de Merkel.

More news: Nasceram! Ivete Sangalo dá à luz em maternidade de Salvador

O antigo presidente do Parlamento Europeu foi criticado porque já tinha prometido que não integraria um governo liderado por Merkel.

Entre os restantes partidos, a reação foi de surpresa ou incredulidade, reporta o DN. "Mas este passo não ajudará muito o SPD", declarou a líder parlamentar do Die Linke, Sahra Wagenknecht.

Related Articles