Inflação sobe 0,29% em janeiro, diz IBGE

Inflação sobe 0,29% em janeiro, diz IBGE

Em janeiro de 2017, a taxa foi de 0,38%.

Os resultado do mês passado deixou o Estado abaixo da média nacional. Sendo assim, a taxa medida em 2018 é a menor para os meses de janeiro desde a instituição do Plano Real, em 1994. O menor resultado foi registrado em Brasília (DF), -, 015%. No acumulado dos últimos 12 meses, o índice desceu para 2,86%, ficando abaixo dos 2,95% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores.

O fim da cobrança vermelha nas contas de luz no mês de dezembro do ano passado ajudou a desacelerar os preços.

More news: Bolsas europeias seguem negativas penalizadas por Wall Street

"O preço das passagens aéreas cai em janeiro desde 2014 para o índice nacional, com a ressalva de que Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Salvador e Curitiba apresentaram altas [em 2018]", explica o gerente do IPCA, Fernando Gonçalves. Já a energia elétrica caiu 4,73% (-0,17 pp). Alimentação em domicílio avançou de 0,42%, em dezembro, para 1,12%, em janeiro. Isso fez com que o grupo habitação, que concentra gastos com casa e moradia (de aluguel a produtos de limpeza), tivesse retração de -1,68%. No vestuário, houve baixas nos calçados (-0,98%), roupa masculina (-1,12%), roupa feminina (-0,93%) e roupa infantil (-1,14%). Dentro do grupo dos alimentos, o preço do tomate teve alta de 39,72% entre dezembro e janeiro.

A maior variação positiva foi do setor de transportes, que subiu 1,1% impulsionado pelos combustíveis (+2,58%). Também tiveram alta de preços os grupos de saúde e cuidados pessoais (0,42%), despesas pessoais (0,22%), educação (0,22%), artigos de residência (0,14%) e comunicação (0,11%).

Related Articles