Reino Unido se recusa a conceder status diplomático a Julian Assange

Reino Unido se recusa a conceder status diplomático a Julian Assange

Quito deseja que o Reino Unido dê um "salvo-conduto" para que Assange possa sair da nação sem ser preso.

- O governo do Equador recentemente solicitou status diplomático para o sr. Ele nega o crime, que foi arquivado. Justamente por isso Assange ainda teme deixar a embaixada equatoriana na capital britânica, ser detido e posteriormente extraditado para os Estados Unidos. A divulgação dos documentos o transformou em símbolo de um novo movimento mundial para a transparência e a democracia, assim como foi caso de Edward Snowden, ex-administrador de sistemas da CIA e contratado da NSA, a Agência de Segurança Nacional americana.

Cinco anos e meio depois de ter entrado na embaixada do Equador em Londres com um pedido de asilo, a permanência de Julian Assange, fundador do WikiLeaks, no edifício está a tornar-se "insustentável".

More news: O jogador de futebol mais rico do mundo

Esta é a primeira vez que o Equador cita abertamente a possibilidade de uma mediação, que envolve, além do Reino Unido, os Estados Unidos e a Suécia. Todos os pedidos para que ele saísse de lá, realizados ao longo dos anos, foram negados pelo próprio, mesmo depois de a investigação relacionada aos casos de suposto estupro terem sido suspensas pela polícia sueca. Empossado em maio, presidente equatoriano Lenin Moreno, o sucessor de Rafael Correa, que tinha autorizado o pedido de asilo de Assange, anunciou que ele poderia continuar na embaixada.

A administração de Donald Trump não concordou com a libertação de Manning e já informou que a extradição do fundador do Wikileaks é prioridade.

Related Articles