Morre aos 91 anos, o jornalista e escritor Carlos Heitor Cony

Morre aos 91 anos, o jornalista e escritor Carlos Heitor Cony

Ele tinha 91 anos e estava internado no Hospital Samaritano do Rio de Janeiro desde o último dia 26 de dezembro por problemas no intestino. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos. Filho do jornalista Ernesto Cony Filho e de Julieta Moraes Cony. Como escritor, ele fez sucesso com romances como "O ventre" (1958), "Pilatos" (1973) e "Quase memória" (1995).

Vencedor por três vezes do prêmio Jabuti (1996, 1998 e 2000), o mais importante do mercado editorial, além da comenda de Artes e Letras do governo francês, Cony era jornalista.

More news: CP vai vender Lisboa-Porto a 5 euros

Moreira lembrou a carreira do jornalista e disse que Cony teve memorável atuação "com militância intelectual e política". Cony, que foi jornalista profissional e integrou a Academia Brasileira de Letras, publicou, ao longo de sua trajetória, 17 romances. Cony passou pelas redações dos jornais Correio da Manhã e Folha de S. Paulo. A informação foi confirmada neste sábado (6) pela rádio CBN, onde Cony era comentarista.

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco (PMDB-RJ), também comentou a morte de Cony, destacando-o como uma figura que ajudou a sua geração a "amar a democracia, respeitar o contraditório e sonhar com a liberdade".

Related Articles