Prefeito pede 'reforços' para julgamento de Lula

Prefeito pede 'reforços' para julgamento de Lula

Os mandatos dos senadores paranaenses Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT) afirmam estar totalmente dedicados à construção do chamado Ocupa POA, assim como o PCdoB, que ontem (2) emitiu nota pública reafirmando total apoio a Lula e denunciando que o ex-presidente é vítima de perseguição, política, jurídica e midiática e assegurando mobilização de militantes para reforçar caravanas e atos programados.

Também na capital gaúcha, para o dia 22 está previsto um seminário com representantes de partidos de esquerda internacionais e outro que reunirá, segundo a legenda, juristas do Brasil e de outros países que criticam a condenação de Lula.

Lula da Silva, que lidera todas as sondagens, tem repetidamente expressado o seu desejo de se tornar novamente Presidente do Brasil, mas uma condenação em segunda instância pode tirá-lo da disputa, já que a lei do país proíbe condenados em segunda instância de concorrer a cargos eletivos.

Pouco antes do fim do ano, o MTST também declarou apoio e participação nas caravanas em defesa de Lula e da democracia.

A data do julgamento do TRF-4 está marcada para 24 de janeiro.

A ideia é que Lula percorra cidades do interior do Rio Grande do Sul, do Paraná e de Santa Catarina, visitando a zona rural, núcleos de agricultura familiar e universidades.

Encontro do Diretório Estadual do PT
Bárbara Rodrigues GP1Encontro do Diretório Estadual do PT

Caso o recurso da defesa do petista seja negado, ele ficará inelegível para uma possível candidatura nas eleições presidenciais de 2018. O roteiro, por essa agenda prévia, excluiria as capitais (Porto Alegre, Curitiba e Florianópolis).

Além de Lula e de Gleisi, estiveram na reunião desta quinta-feira lideranças do PT como o senador Lindbergh Farias, os ex-ministros Alexandre Padilha, Luiz Dulci e Gilberto Carvalho, o deputado federal Paulo Teixeira e o ex-governador da Bahia Jaques Wagner.

O pedido, enviado pelo prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan (PSDB), foi encaminhado pela Presidência da República para os ministérios da Defesa e da Justiça.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), sediado em Porto Alegre, vai julgar a apelação criminal de Lula no caso do tríplex do Guarujá.

Os advogados de defesa esperam que o pedido seja acatado.

Também tem sido dito que Marchezan, na condição de prefeito, não tem poder para exigir a Força Nacional.

More news: Sasha Meneghel ganha declaração amorosa de ator

Related Articles