Inundação e deslizamento de terra matam mais de 100 pessoas — Filipinas

Inundação e deslizamento de terra matam mais de 100 pessoas — Filipinas

Na última semana, dezenas de pessoas morreram nas Filipinas vítimas de uma outra tempestade tropical, a Kai-Tak.

De acordo com Romina Marasigan, correspondente do governo para desastres, a maioria das vítimas estava nas províncias de Lanao del Norte e Lanao del Sur e na península de Zamboanga.

Ryan Cabus, um funcionário local, disse que a energia e as linhas de comunicação para a área foram cortadas, o que complicou os esforços de resgate.

O número de vítimas mortais da tempestade tropical Tembin, no sul das Filipinas, aumentou para 182, contra o anterior número de 133, adiantou este sábado a polícia oficial, citada pela agência AFP.

As Filipnas são anualmente afetadas por cerca de 20 tufões e tempestades, mas a região de Mindanao, a grande ilha do sul com cerca de 20 milhões de habitantes, normalmente é poupada por estes fenómenos.

Os ventos na região chegam a alcançar os 80 quilômetros por hora. De acordo com as autoridades, há quatro desaparecidos e estima-se que 12 mil indivíduos tiveram de se deslocar.

More news: Maia decidirá se recorre para Câmara votar afastamento de Maluf

Na cidade de Tubod morreram 19 pessoas, numa informação anunciada pela polícia filipina.

"Nós enviámos equipas de resgate, mas o avanço é lento por causa das rochas", indicou.

Uma operação de buscas está em andamento em Anungan, no sudeste da ilha, onde pelo menos 30 pessoas estão desaparecidas depois de serem levadas pelas fortes inundações que tomaram a cidade.

A polícia atualizou o número de vítimas após encontrar dezenas de corpos no rio Salog.

Autoridades disseram que muitos moradores ignoraram avisos para deixar áreas costeiras e margens dos rios. "Eles nunca prestaram atenção às advertências". Em 2013, o tufão Haiyan matou quase 8 mil pessoas e deixou 200 mil famílias desabrigadas no país.

Related Articles