Volante do Avaí, Renanzinho morre aos 20 anos

Volante do Avaí, Renanzinho morre aos 20 anos

Faleceu na manhã desta quinta-feira o volante Renanzinho, do Avaí. A notícia da morte de Renan foi divulgada no perfil oficial do clube no Twitter.

Renanzinho era irmão de outra joia do Avaí, Luanzinho, 16, que foi promovido aos profissionais na última temporada. Acompanhamos muito de perto a carreira deste atleta. O velório será no auditório da Ressacada, a partir das 17h, e o enterro nesta sexta (22), às 11h, no cemitério Jardim da Paz. Sua morte abre uma lacuna no atual momento do clube. "Queremos nos solidarizar com todos os seus familiares, que foram e continuarão sendo amparados por todos nós", lamentou o presidente do Avaí, Francisco José Battistotti.

Doença No fim de 2015, Renanzinho passou a sentir dores na cabeça e, no início de 2016, foi diagnosticado com um tumor cerebral, segundo o médico do Avaí, Luis Fernando Funchal. Foram duas cirurgias para retirada de partes do tumor e impedir que ele afetasse funções motoras e respiratórias, mas o quadro se agravou recentemente e o atleta foi internado há duas semanas.

More news: Os últimos Jedi' fatura US$ 450 milhões em estreia mundial — Star Wars

Um tumor no cérebro tirou a vida do jovem volante Renanzinho, que jogava pelo Avaí.

Inúmeros clubes brasileiros já manifestaram apoio à família do atleta e ao emblema de Florianópolis.

Renan Pereira nasceu em 19 de setembro de 1997, na cidade de Ariquemes (RO). Vestiu a camisa do clube por 32 vezes. O atleta começou nas categorias de base do Avaí em 2013.

Related Articles