Temer viaja para São Paulo para fazer exames médicos

Temer viaja para São Paulo para fazer exames médicos

O presidente Michel Temer deu entrada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na tarde desta quarta-feira (13), com um quadro de "dificuldade urinária e diagnóstico de estreitamento uretral". Ele foi submetido a procedimento cirúrgico de pequeno porte, que ocorreu com sucesso. A previsão para a recuperação é de até 48 horas, segundo boletim médico.

A viagem provocou o cancelamento da agenda de Temer para esta quarta-feira, quando ele receberia o professor da PUC/SP e presidente da Escola de Liderança e Cidadania da OAB/SP, Marcelo Figueiredo; o ministro da Saúde, Ricardo Barros, e sua mulher, a vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti; e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Pela manhã, Temer recebeu parlamentares e prefeitos para tratar da reforma da Previdência.

De acordo com a assessoria da Presidência, Temer fará uma "revisão urológica de rotina" no Hospital Sírio-Libanês, na zona sul da capital paulista.

Há pouco mais de um mês, Temer foi operado para reverter uma obstrução urológica. Ele vinha sentindo desconforto para urinar ao longo da semana e chegou a realizar exames tanto na segunda (11) quanto na terça (12) no posto médico do Palácio do Planalto, em Brasília, de onde despacha.

More news: CPI da JBS já está reunida para apresentação de relatório final

O presidente também foi submetido a um cateterismo há cerca de três semanas, para a colocação de três stents (pequenos tubos que auxiliam a passagem da corrente sanguínea). O procedimento é considerado simples e foi bem-sucedido. Ele foi consultado pelo urologista MiguelSrougi, o mesmo que realizou a cirurgia no fim de outubro.

Temer permanece acompanhado pelas equipes médicas coordenadas por Roberto Kalil Filho e Miguel Srougi.

Há até a expectativa que o peemedebista retorne ainda na noite de quarta-feira (13/12) a Brasília.

Related Articles