Incêndios florestais em Portugal deixam 27 mortos

Incêndios florestais em Portugal deixam 27 mortos

Novos incêndios no norte da Espanha e em Portugal já mataram 30 pessoas, informaram autoridades nesta segunda-feira (16). "Podemos confirmar a morte de 31 pessoas nos distritos de Coimbra, Castelo Branco, Viseu e Guarda", no centro e norte de Portugal, afirmou em uma entrevista coletiva a porta-voz da Defesa Civil, Patricia Gaspar.

Os incêndios se propagaram rapidamente durante o fim de semana em uma paisagem afetada por um verão quente, e algumas chamas na região espanhola da Galícia continuavam fora de controle nesta segunda-feira, afirmaram autoridades locais.

O primeiro-ministro Antonio Costa declarou "estado de catástrofe" no país, onde durante toda a noite 5.800 bombeiros lutaram para apagar 26 incêndios de grandes proporções. Além disso, 51 pessoas ficaram feridas, sendo 15 em estado grave.

More news: Jato que levava Maiara e Maraísa sai da pista em aeroporto

"Vivemos um verdadeiro inferno, foi horrível".

Pelo menos 27 pessoas morreram em Portugal devido aos incêndios no domingo e na manhã desta segunda-feira; na pior calamidade do tipo desde que um incêndio deixou 64 mortos em junho.

Na Espanha, os corpos de duas das três vítimas, ambas mulheres; foram encontrados por bombeiros dentro de um carro queimado em uma estrada na Galícia. Entre o início de janeiro e o final de setembro, quase 216 mil hectares de vegetação foram queimados, de acordo com uma estimativa do Instituto de Conservação da Natureza e Silvicultura.

Related Articles