Nobel da Economia vai para o norte-americano Richard H. Thaler

Nobel da Economia vai para o norte-americano Richard H. Thaler

O norte-americano Richard H. Thaler, de 72 anos, recebeu o Prêmio Nobel de Economia 2017 por ter desenvolvido a teoria da contabilidade mental, explicando como as pessoas simplificam a tomada de decisões financeiras.

O secretário da Academia, Goeran Hansson, afirmou que o americano foi premiado por seu "entendimento da psicologia da economia".

Este prêmio, oficialmente denominado "Prêmio do Banco da Suécia em Ciências Econômicas em memória de Alfred Nobel", é o único que não estava previsto no testamento do inventor sueco da dinamite.

Thaler incorporou pressupostos psicologicamente realistas em análises de tomada de decisão económica.

More news: Brasil: Segurança de creche atea fogo a crianças. Pelo menos quatro mortes

"Suas descobertas empíricas e percepções teóricas foram instrumentos para a criação do campo da economia comportamental, inovador e em rápida expansão e que tem um profundo impacto sobre várias áreas da pesquisa e da política econômica", disse o comitê.

A ideia por trás do economia comportamental e da integração da psicologia no estudo da economia é a de que, para além dos interesses próprios, os agentes económicos também têm preferências sociais e tomam decisões levando em conta outros factores, como a justiça, por exemplo. O vencedor do Nobel também mostrou como a aversão às perdas pode explicar por que as pessoas valorizam mais um mesmo item quando o detêm, um fenômeno chamado "efeito doação". Thaler foi um dos fundadores do campo das finanças comportamentais, que estudam como as limitações cognitivas influenciam os mercados financeiros.

Antes de ingressar na Universidade de Chicago em 1995, Thaler lecionou na Universidade de Rochester e Cornell. Pouco depois, ele frequentou a Universidade de Rochester, onde obteve mestrado em 1970 e um doutorado em 1974.

Related Articles