Cuba é atingida pelo furacão Irma

Cuba é atingida pelo furacão Irma

"Claramente, o relatório que recebemos em Camp David nesta manhã levou o presidente a ter uma grande preocupação com o impacto desta tempestade e com o potencial através de fortes ventos e tempestades para afetar cidades e vidas", disse o vice-presidente Mike Pence a repórteres. Basta recordar a passagem do furacão Matthew pelo Haiti, em outubro do ano passado, que matou quase 900 pessoas e arrasou localidades inteiras.

Já o presidente dos EUA, Donald Trump, demonstrou preocupação com a devastação causada pelo furacão Irma no Caribe.

- A principal preocupação que temos é que o furacão afetará espaços muito densos de população, espaços nos quais as residências são, infelizmente, precárias e onde as pessoas se recusam no momento a buscar proteção em quantidade suficiente - declarou a ministra de Ultramar, Annick Girardin. Os prejuízos poderão chegar aos 120 mil milhões de dólares nos Estados Unidos, nas Antilhas e nas Caraíbas, indicou a agência Enki Research.

Pelo menos quatro pessoas morreram em quatro ilhas diferentes por causa do Irma, que os meteorologistas descreveram como uma tempestade de categoria 5 "potencialmente catastrófica", a maior classificação dos EUA para furacões.

O furacão Irma continua a causar destruição neste sábado (9).

Embora sua trajetória ainda seja incerta, espera-se que o Irma chegue à Flórida no fim de semana.

More news: Coreia do Norte ameaça Estados Unidos com 'maior dos sofrimentos'

Em Guadalupe, escolas e prédios públicos foram fechados, enquanto nas Ilhas Virgens britânicas, o governador Augustus Jaspert recomendou que os moradores da ilha Anegada deixassem a localidade, destacando que o olho do furacão passará a 56 quilômetros da capital, Red Town.

Em um apelo para evitar tragédias, o governador da Flórida, Rick Scott, pediu à população para que evacue as áreas com ordem de saída obrigatória. E se não quisermos recuar tão longe no tempo, a passagem do Harvey pelo Texas e pela região do Golfo do México - vitimou mortalmente 60 pessoas e fez dezenas de milhares de desalojados, principalmente em Houston -, no final de agosto, é bem reveladora desta realidade.

- Os preparativos já começaram, mas o problema é que já não há muito mais a ser comprado, e quem deixou para a última hora enfrenta dificuldades - afirmou o empresário.

As autoridades preveem uma intensificação dos ventos e das chuvas à medida que o furacão avançar contornando a costa em direção ao centro da ilha, aproximando-se da terra e perdendo velocidade na noite de sexta-feira.

O centro de furacões diz que "embora o enfraquecimento seja previsto, o Irma deverá permanecer um furacão pelo menos até a manhã de segunda-feira".

Related Articles