PGR envia delação de Funaro para homologação de Fachin

PGR envia delação de Funaro para homologação de Fachin

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, relatorda Operação Lava Jato, devolveu, nesta quarta-feira (30), para a Procuradoria-Geral da República pedido de homologação da delação premiada do empresário Lúcio Funaro.

A pessoas próximas, Fachin já fez menção ao fato de o antigo relator da Lava Jato, Teori Zavascki, ter devolvido acordo para a PGR.

Fachin pediu que ajustes sejam feitos no acordo, que chegou nessa terça-feira (29) à Corte. Não há informação sobre as alterações solicitadas. Ele é testemunha-chave em processos que envolvem o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e os ex-ministros Henrique Eduardo Alves e Geddel Vieira Lima. Esse procedimento é adotado em todas as delações. Depois que o ajuste exigido for feito, Fachin deve convocar o operador para confirmar que o acordo foi espontâneo e, só então, homologar o acordo.

More news: Apple anuncia data de apresentação do novo iPhone

A expectativa, inclusive, é de que seja utilizado para balizar uma possível segunda denúncia contra o Michel Teme, desta vez por obstrução de justiça ou formação de organização criminosa.

Funaro também foi citado nas delações da JBS.

Mesmo que não constem do provável processo, novas acusações têm potencial para atrapalhar o governo.

Related Articles