Temer vai à China para impulsionar exportações e atrair investimentos

Temer vai à China para impulsionar exportações e atrair investimentos

O evento é organizado pela APEX-Brasil e reunirá um grupo de líderes empresariais chineses que já investem ou têm interesse em investir no Brasil.

O presidente Michel Temer vai embarcar amanhã (29/08) para a China para fazer uma visita de Estado e participar da reunião de cúpula do Brics, grupo integrado por Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul. E completou "o momento pede sobriedade, responsabilidade e paciência". O presidente disse ainda que nenhuma força o "desviará desse rumo".

Questionado sobre uma eventual nova denúncia, nesta segunda (28), o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que o governo está preparado para "enfrentar" a denúncia política e juridicamente. "Cheguei ao governo com um plano claro de reformas".

Temer, além disso, falou sobre os Brics e disse que, na sua opinião, todos os países estão "mais ou menos" no mesmo caminho.

No vídeo, o presidente registra que os brasileiros podem estar desconfiados da política "porque já sofreram muito e já amargaram grandes decepções, mas no fim, sempre torcem para dar certo".

À espera de nova denúncia da PGR (Procuradoria Geral da República), o peemedebista afirmou que há tentativas de abater o ânimo do país com uma "agenda negativa".

More news: Dois ataques contra militares e polícias em Bruxelas e Londres

O presidente apontou a China como um potencial investidor na nova rodada de concessões e privatizações anunciada pelo governo na última semana.

"A herança que nós foi legada pelo governo anterior já está sendo corrigida e, progressivamente, vamos eliminando a carestia e os juros altos", disse o presidente, afirmando que a volta dos empresa é uma realidade.

O vídeo foi postado nas redes sociais pouco após o embarque de Temer para a China. "A China poderá ser uma grande investidoras nos nossos projetos de concessões que anunciei na semana passada".

O presidente confirma que está indo buscar "capital chinês". A melhor surpresa que essa viagem poderá nos reservar é a surpresa dos bons acordos, dos bons investimentos que traremos para o País.

Ao conceder entrevista à TV estatal chinesa CCTV, Temer destacou que pretende aproveitar a viagem para apresentar o pacote de concessões e privatizações.

Related Articles