Terremoto na ilha italiana de Ischia deixa ao menos uma pessoa morta

Terremoto na ilha italiana de Ischia deixa ao menos uma pessoa morta

A segunda vítima mortal registada no sismo foi uma mulher encontrada sob os escombros de uma casa que ruiu, de acordo com os meios de comunicação italianos.

Os três irmãos ficaram presos depois da casa ter ruído devido ao sismo que se fez sentir, ontem à noite, na ilha de Ísquia, em Itália.

Segundo o médico Roberto Alloca, que trabalha no hospital local, 26 pessoas ficaram feridas, todas sem gravidade.

Bombeiros resgataram Pasquale, de sete meses, dos escombros causados por um sismo na ilha italiana de Íschia.

More news: Justiça do DF suspende, de novo, aumento nos combustíveis

Os bombeiros qualificaram o resgate com vida de Pasquale como "um milagre", após mais de sete horas debaixo dos escombros. As crianças se enconderam embaixo de uma cama e conseguiam se comunicar por celular com as equipes de resgate.

As equipas de bombeiros e proteção civil foram reforçadas há poucos dias na ilha devido a fogos florestais. Ao menos 14 tremores secundários foram registrados posteriormente.

O terremoto que atingiu a ilha italiana de Ischia destruiu prédios e deixou ao menos dois mortos e cerca de 40 feridos, informaram autoridades. O hospital da ilha foi esvaziado.

O tremor aconteceu às 20H57 de segunda-feira (15H57 de Brasília), com epicentro localizado a 10 km da ilha. O ex-promotor de Nápoles Aldo de Chiara denunciou no jornal Il Corriere della Sera o elevado número de construções ilegais, realizadas com material de baixa qualidade, em uma zona de intensa atividade sísmica, de origem vulcânica e apreciada como destino turístico internacional.

Related Articles