Eclipse solar raro cobre céu dos Estados Unidos; assista ao vivo

Eclipse solar raro cobre céu dos Estados Unidos; assista ao vivo

No oeste da Europa e de África também será possível admirar parcialmente o fenómeno astronómico. Assim, a turma do Goddard Space Flight Center examinará a parte externa do Sol e tentar desvendar, por exemplo, por que sua corona é milhões de graus mais quente do que sua superfície da estrela. Parte do Brasil poderá observar estes eclipses solares que passarão pela América do Sul de forma parcial.

"Um eclipse acontece quando três astros ficam alinhados". Do Oregon à Carolina do Sul, a faixa de escuridão total atravessou 14 estados norte-americanos - o correspondente a cerca de 113 km. O fenômeno que não ocorre há 99 anos está provocando uma grande euforia no país, tanto que milhares de óculos especiais para observar o eclipse já foram vendidos. A área solar coberta pela Lua não deverá ir além dos 22% em determinados territórios. Nessa página há diversas informações, entre as quais, os cuidados que as pessoas devem ter para poder observar o eclipse. Mesmo assim quem não quiser perder o espetáculo é importante que fique atento, pois este será quando o Sol estiver baixo no horizonte, a preparar-se para se pôr.

Em Lisboa, o eclipse parcial é visível a partir das 19:45:54,1, com 19% da superfície do sol a ser encoberta.

More news: Regreso al cuadrilátero pone en riesgo mi invicto: Mayweather. En Contraataque

Dependendo da localização, os espectadores poderão experimentar o eclipse por um período máximo de dois minutos e 40 segundos.

Não olhe diretamente para o sol! Para os que não podem ver com os próprios olhos, a Sputnik disponibiliza um vídeo ao vivo do fenômeno. Em uma publicação para a revista EarthSky, Espenak apresentou um trecho de "Total Eclipses of the Sun", de 1894, escrito por um americano do século XIX, Mabel Loomis Todd.

Related Articles