Temer pede suspeição de Janot

Temer pede suspeição de Janot

Raquel chegou ao Jaburu às 22h, no encontro que não estava marcado na agenda oficial de Temer. "Procurador durante o período de investigações e até agora denotam o seu incontido desejo de imputar crimes ao presidente, procurando para tanto garimpar provas, meros indícios, suposições e ilações que lhe deem respaldo para tanto".

Aceitar esse pedido de impedimento e de suspeição seria carimbar como políticas as ações de Janot, o que abriria um precedente em relação a outros investigados, que também poderiam recorrer à acusação de perseguição política a fim de rebater denúncias do Ministério Público Federal.

Os advogados também criticam as fortes declarações que o procurador-geral fez contra o governante em diversos eventos e entrevistas. Pelo terceiro biênio consecutivo, ela ocupa uma cadeira do Conselho Superior do Ministério Público.

Na ação, a defesa de Temer também cita uma palestra na qual Janot disse que "enquanto houver bambu, lá vai flecha", fazendo referência ao processo de investigação contra o presidente. O encontro, ocorrido por volta das 22 horas, não constava da agenda oficial do presidente.

More news: Volta Portugal: Alarcón vence na Senhora da Graça e consolida amarela

Janot pediu ao Supremo, no dia 31 de julho, que o presidente Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria da Presidência) fossem incluídos no inquérito 4327 da Lava Jato.

O pedido é para que Janot seja substituído por outro integrante da Procuradoria-Geral da República (PGR) nos inquéritos abertos contra Temer no STF.

O advogado do peemedebista acusa Janot de 'sem provas ou mesmo contra as provas', 'perseguir' a 'meta' de 'afastar o presidente da República', sem demonstrar 'cautela no que tange aos fatos que estariam sendo apurados'.

A justificativa dada por Raquel Dodge e pela assessoria de imprensa do Palácio do Planalto foi de que os dois discutiram a posse dela no cargo em 18 de setembro, uma vez que no dia seguinte Temer vai participar da abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, nos Estados Unidos. O conflito de interesses é claríssimo.

Related Articles